Faça você mesmo « Bem-vindo a bordo!

No Luthier, temos um motor da Yanmar, modelo 3YM30. Segundo o fabricante, o óleo lubrificante deve ser trocado a cada 150 horas, e a cada 300 horas troca-se o filtro.

Trocar o óleo do motor é fácil se você separar ferramentas e materiais adequados.

Ferramentas

Para a tarefa, você irá precisar de uma bomba manual, um saca filtros e alguns panos que não soltem fiapos. Não gosto de usar estopa a bordo porque os fiapos têm a incrível propriedade de grudar em peças móveis do motor, e na bomba de porão.

O procedimento todo é simples: drenar o óleo usado, remover o filtro, instalar um novo filtro e colocar óleo novo. Mas tem seus truques para que tudo seja bem feito, não dê problemas, não faça muita sujeira e, principalmente, não derrame óleo no porão, porque acabará, de um jeito ou de outro, poluindo o mar.

Para drenar o óleo, alguns motores têm um parafuso (bujão) no carter,Tirando o óleo 2 mas a maioria não tem esse parafuso, ou o acesso a ele é muito difícil. Nosso motor não tem esse parafuso, por isso, usamos a bomba que puxa o óleo pelo tubo onde fica instalada a vareta de medida de nível do óleo.

Tirando o óleo 1 Bombear o óleo frio não é fácil, por isso, o fabricante recomenda o seguinte procedimento: ligue o motor por 10 minutos para aquecer o óleo; aguarde 10 minutos para que o óleo escorra todo para o carter; tire a tampa da entrada por onde se coloca óleo novo, normalmente localizada na parte superior do motor (é muito importante não esquecer de tirar essa tampa, para evitar que a sucção do óleo forme baixa pressão, danificando uma membrana que regula o espalhamento do óleo no cabeçote do motor); retire o óleo, bombeando para um recipiente qualquer (costumo usar garrafas PET para controlar a quantidade retirada). Cuidado: o óleo ainda estará quente. Se estiver muito quente, espere esfriar.Ferramenta de sacar filtro

Após retirar todo o óleo, remova o filtro, usando o saca-filtro.  Existem outros modelos e tipos de ferramenta para esse fim, eu gosto da mostrada na foto, porque cabe em qualquer cantinho onde esteja o filtro.

Coloque o filtro novo, usando um pouquinho de óleo para lubrificar o anel de borracha de vedação (o-ring). Ao colocar o filtro novo, tenha Ferramenta de sacar em serviço cuidado para que não pegue torto na rosca. Aperte com a mão e, por fim, use a mesma ferramenta para apertar no máximo mais uma volta (meia volta, em geral, já basta).

Coloque o óleo novo com ajuda de um funil, na quantidade e do tipo especificado pelo fabricante do motor. Verifique na vareta se o nível está dentro dos limites máximo e mínimo. Ligue o motor por 5 minutos, e deixe descansar por 10 minutos, então, verifique se há vazamentos no filtro, e se o nível ainda se encontra dentro dos limites.Colocando óleo

Caso haja vazamento, aperte um pouco mais, mas não ultrapasse uma volta a mais do que o aperto dado à mão. Se o nível de óleo ficar  baixo, coloque um pouco mais, Verificando o nível do óleoaos poucos, sempre verificando para que fique no meio entre o máximo e o mínimo.

Por fim, deixo algumas recomendações:

– Não tente fazer o serviço sem as ferramentas apropriadas;

– Se não estiver seguro, observe outra pessoa fazendo antes de tentar;

– A primeira vez, faça a operação em uma marina, onde fique fácil  conseguir ajuda;

– Faça tudo com calma e devagar, antes de tomar a cervejinha;

– Não tente fazer esse serviço enquanto sua mulher está cozinhando a bordo;

– Se vazar óleo no porão, lave-o com detergente.

Se for adotar este procedimento, faça-o por sua própria conta e risco, não fique irritado comigo se não der certo ou se os outros tripulantes reclamarem que você está demorando a sair para passear.

Se tiver alguma idéia diferente, ou correção, por favor, mande um comentário.

Coragem, pois o procedimento é fácil, divertido e economiza algum para o passeio.

20 Comentários para “ Faça você mesmo ”

  1. Paulo Nogueira disse:

    tenho acompanhado voces ja a algum tempo,realmente o FACA VOCE MESMO e otima, vou continuar por aqui aguardando novidades.
    bons ventos…
    Paulo Nogueira..

  2. Dorival disse:

    Paulo, bem-vindo a bordo.

    Obrigado por nos acompanhar.

    Bons ventos
    Abraço
    Dorival

  3. conde disse:

    Aquilo a que chamam estopa, por aqui é desperdiçio, só por curiosidade.
    Gostei do promenor da gota de óleo no O-ring do filtro novo.

  4. Dorival disse:

    Oi Conde,

    A gota de óleo lubrificando no O-ring, ajuda que o aperto à mão, mais meia volta com ferramenta, atinja o torque especificado sem uso de torquimetro.

    Desperdício soa melhor para o que é a estopa.

    Dorival

    Dorival

  5. hugo vidal disse:

    Parabens pelas cronicas; tenho acompanhado dia a dia. Como nao estou no mar navego na net, onde aprendi 50% sobre barcos e mar.
    Cada proplema encontrado a borbo, PEPINOS, aprendo com eles, são mais do que eu gostaria, mas ainda estou na primeira vez de tudo,,, rsrsrsr, portanto ainda virgem de mão mecanica. As ferramentas estão a borbo, mas o mecanico ainda na escola rsrsrsr. A troca de oleo ja foram feitas varias, mas sempre por um mecanico e eu sempre ao lado. Acho que vou seguir suas orientações e vou por a mão no oleo, rsrsrs mas tenho receio da lambança; pois sou muito desajeitado, nos meus consertos em geral estou perdendo de goleada, pois sempre as avarias aumentam quando as conserto.
    Um abraço, bons ventos e quando estiver por salvador, vamos lubrificar nossas maquinas com umas geladinhas. Meu barco fica no AIC em aratu.

  6. Dorival disse:

    Caro Hugo,

    Bem-vindo a bordo.

    Certamente, nos encontraremos no Aratu. Tenho que tirar o Luthier da água para pintar o fundo.
    Dificuldades todos temos. Hoje, por descuido, deixei cair óleo diesel no paiol. Tenho azar com diesel.
    Abraço e até lá.

    Dorival

  7. Edson de Souza disse:

    Ola Dorival/Catarina. Tudo bem com vcs. Nesse momento vcs devem estar bem perto de Tobago.Tenho acompanhado vcs todos os dias e a meses. Como gostaria de estar nessa viagem c vcs, deve ser muito especial. Parabens a vcs. Quando tiver oportunidade ainda me encontrarei com vcs para ouvir lindos comentarios sobre vida a bordo e estas viagens do Luthier. Fiquem c Deus e boa estada no Caribe. se puderem me responder fico agradecido. Abçs

  8. Dorival disse:

    Olá Edson,
    Obrigado por nos acompanhar, e pelas palavras. Nem sempre temos internet, um contato nosso às vezes demora um pouco, espero que vc compreenda.
    Abraço,
    Dorival

  9. JOAO SCURO disse:

    Parabéns pela pagina e pelas dicas. Eu e a Maria estamos terminando o mobiliario de nosso Samoa 34 – agora com o nome de Brasa estamos construindo artesanalmente aqui em Joinville – SC.
    Feliz Viagem – Bons Ventos
    João Scuro

  10. Dorival disse:

    Oi João,

    Obrigado pelos elogios.

    Esta fase da construção que vocês estão é uma das mais gostosas, só superada pela primeira velejada.

    Abraço,
    Dorival

  11. Ricardo Campos disse:

    Olá Dorival,

    Como vai?
    Você não deve lembrar de mim, pois já faz alguns anos que nos encontramos em Angra dos Reis, eu estava no veleiro Vagamundo.
    Gostaria que me ajudasse. Instalei um radio Icom IC7000, o acoplador h4 icom, uma antena da Gam eletronics que usa todo o estai de popa e o aterramento com uma placa Dynaplate. Acontece que não está transmitindo, a luz que indica TX não ascende quando tento tranmitir na frequencias do ICES (4431.8 / 8291.1) e não transmite.
    Ficarei muito grato se puder me dar alguma dica.

    Abraços,

    Ricardo

  12. Dorival disse:

    Oi Ricardo, lembro de você, sim.
    Provavelmente seu rádio está bloqueado para transmissão fora da faixa de radioamador.

    Abraço,

    Dorival.

  13. Ricardo Campos disse:

    Muito obrigado pela ajuda!
    Então terei que pedir para um técnico desbloquear? Isso é possível?
    Aliás o LED do TX não teria mesmo como “ascender” e sim acender…(risos).Desculpa, é a pressa.
    Abraço,
    Ricardo

  14. Dorival disse:

    Ricardo,
    É possível desbloquear.
    Abraço,
    Dorival

  15. Luis Fernando/Leila disse:

    Olá Dorival/Catarina,parabéns pela magnifica proeza, eu e minha esposa navegamos o tempo todo c/ vcs curtindo cada momento navegado.
    Somos muito parecidos, e agora em fevereiro eu começo aqui em Itaipu – Niteói – RJ a construir o nosso SAMOA 34 assim como vcs o fizeram, no jardim de casa e sonhando um dia estar navegando e curtindo nesse marsão de Netuno. Tenho 61 (sarados) e Leila 51 anos linda e maravilhosa, eu um artífice e ela uma psicóloga q faz um esforço danado p/ colocar minha cabeça no lugar e os pés no chão nesses ultimos 28 anos juntos.
    Como tenho muito pela muito frente, espero contar com ajuda de vcs com dicas importantes p/ com exito ter um começo feliz, e depois pé na água.
    Por enquanto deixamos um fortíssimo abraço, p/ no futuro breve, trocarmos boas idéias!!! Luis Fernando e Leila

  16. Dorival disse:

    Fernando, legal.

    O seu ultimo comentário entrou em outro post e, por isso, respondemos lá. De qualquer forma, parabéns pela decisão. Construir um barco é uma tarefa fácil, mas muito trabalhosa. Em março ou abril, estaremos passando por Niterói. Por favor, entre em contato e poderemos nos encontrar para trocar figurinhas.
    Abraço,
    Dorival

  17. RICARDO SANTOS disse:

    Prezados Dorival e Catarina ,
    assim como alguns dos seus correspondentes , estou iniciando a construção de meu barco ( Polar 50 de Roberto Barros ) , mas não são dicas da construção que preciso neste primeiro momento . Preciso de informações .
    Sou arrais amador e sei que pra iniciar minha longa jornada pelo mundo , vou precisar virar capitão amador ( pelo menos ) . Ocorre que pelo que eu soube , aqui no Brasil , só são homologados capitães quando passam por provas perante nossa gloriosa marinha.A pergunta é: como é no exterior? em outros países ? vcs saberiam me dizer? desde ja agradecido .Ricardo Santos

  18. Dorival disse:

    Olá Ricardo, bem-vindo a bordo.
    Parabéns pela escolha e construção do Polar 50.
    Não tenho informações específicas sobre como funcionam as licenças no exterior. Em Portugal e na Espanha as exigências são semelhantes às do Brasil. Em Portugal, eles chamam Mestre Amador de “Patrão de Costa” e Capitão Amador de “Patrão de Mar”, e as provas e conteúdo são semelhantes.
    Na Espanha, me pediram para apresentar “um documento brasileiro que comprovasse que estou habilitado para conduzir embarcações em mar aberto”.

    Abraço,
    Dorival

  19. Ricardo Cypriano disse:

    Embarquei no Luthier ao procurar informações sobre troca de óleo nos motores de barco (acho que escrevi algo assim no Google). E tive as gratas dicas que colocaste no “Faça você mesmo”. Procurei no site outros assuntos, para fazer eu mesmo, e não encontrei mais nada…. é assim mesmo? Só escreveste sobre a troca de óleo? Em janeiro último comprei meu primeiro barco – tipo lancha como é conhecido aqui em Manaus-AM – com 55 pés. E estou no início de realizar o sonho de morar e navegar pelos rios da Amazônia.
    Obrigado pelas dicas e vou botar a mão no óleo…
    Abraços e bons ventos.

  20. Dorival disse:

    Ricardo, bem-vindo a bordo.

    Um dia também quero navegar pelos rios amazônicos.
    Por enquanto só tenho um artigo do tipo “faça você mesmo”.
    Boa sorte com seu novo barco.
    Boas navegadas.
    Abraço,
    Dorival

Trackbacks & Pingbacks:

Deixe um comentário